sábado, 7 de maio de 2011

“És presença.

                        tainafrancine:

victoriarusse:

luizacascaes:

Quando se ama alguém voce faz qualquer coisa para vê-la feliz. O possível e o impossível também. Voce não mede gestos ou palavras, voce faz simplismente tudo que estiver ao seu alcance. E tudo isso, simplismente para ver um mero sorriso estampado no rosto do idiota por quem voce se apaixonou. É né, o amor é assim mesmo. Acontece quando menos se espera e te faz fazer coisas que voce nunca imaginou. Talvez por isso no final, seja tão prazeroso ver que tudo que voce fez por aquele idiota, não foi em vão. E que pelo menos um sorriso voce arrancou do rosto dele, é.
 E, mesmo quando és ausência, és muito mais do que saudade. És vontade de ver de novo, de ver mais, de ver mais de perto, ver melhor. E tocar, de modo que, cada toque, eu tenha um pouco mais de ti em mim, para que não haja mais ausência. Te encontrar virou apenas uma questão de fechar os olhos.
Tenho confundido ‘eu’ com ‘nós’. Mas essa confusão só me acontece porque eu tenho certeza de tudo que eu sinto. E o que eu sinto é o tal do amor. Aquele surrado, mal-falado, desacreditado e raro amor, que eu achava que não existia mais. Pois existe. E arrebata, atropela, derruba, o violento surto de felicidade causado pelo simples vislumbre do teu rosto.” Lucas Silveira (Beeshop).

Um comentário:

  1. todos os dias (eu não me canso)vou comentar mais pouco (riri)

    ResponderExcluir